Os cursos visam promover a dignidade das famílias e sua independência ajudando na inserção no mercado de trabalho. Podem participar dos cursos os  cadastrados e seus dependentes bem como as pessoas da comunidade do entorno. Para os mais jovens, busca-se capacitá-los para o primeiro emprego; para os mais velhos, habilitá-los a postos melhores no mercado de trabalho.

Informática

O aluno é apresentado ao computador e aprende sua operacionalização, noções de sistemas operacionais, e introdução ao sistema operacional Windows e seus diversos aplicativos. O objetivo principal é ensinar a utilização do aplicativo Microsoft Word nas suas funções mais corriqueiras e dar noções do aplicativo Excel.

Curso de artesanato

O aluno aprende  a aproveitar produtos reciclados e elaborar lindos trabalhos. Muitos destes trabalhos são utilizados para os eventos da Casa, servindo de enfeites e adornos. Os produtos feitos pelas alunas também são vendidos por elas para obtenção de retorno financeiro.

Curso de corte e costura

É ensinado corte e costura (a mão) de barras, pé de galinha, caseado, guarnecido, chulear, pregar botão, colchetes, cerzir, remendar, etc.. Parte da costura feita pelo aluno é comercializada; a outra é utilizada para uso familiar.

Curso de orientação doutrinária

Curso de evangelização para adultos. O curso visa a tratar das questões relacionadas com a vida, família, relacionamentos, sociedade, saúde e autoestima, sempre à luz da doutrina espírita.

Curso de Evangelização Infantil

Recreação e orientação doutrinária para cerca de 30 crianças.

Curso de Alfabetização para Adultos

O curso é oferecido a adultos analfabetos  ou semianalfabetos, que por motivos diversos não tiveram oportunidade de frequentar a escola; e que independentemente da idade se esforçam por aprender, porque esta é a realização de um sonho: poder ler e escrever para, muitas vezes, ajudar filhos e netos.

Orientação para pré-adolescentes e adolescentes

Diálogo com adolescentes a respeito das suas perspectivas e projetos para o futuro. Os perigos das drogas, seus medos e a importância da família. Os adolescentes interagem com o orientador expondo seus problemas, suas necessidades, seus sonhos, e recebem orientações e conselhos. É um bate-papo produtivo em que o adolescente interage positivamente com o voluntário.